Tag Archive: Eu


Hoje eu tive que dar uma volta no centro da cidade pra pagar umas contas e tals, e TUDO no centro é sobre namorados, corações, amor, e todas essas mentiras… Você precisa de uma data comemorativa pra presentear alguém que você ama? Você só lembra que tem alguém e se sente feliz por não estar sozinho nessa data? Nesse dia os restaurantes lotam, as pizzarias, motéis, mas e nos outros dias? Eu só posso imaginar que as pessoas só namorem no dia 12/06, nos outros dias elas só fingem.

Eu estive sonhando…

Eu estive sonhando com um lugar onde eu encontrava a paz que eu procuro. Eu estive perdido numa terra que não existe, um lugar onde os perdidos eram encontrados, onde os sentimentos não importavam de verdade. Um lugar onde a felicidade era sentida no ar, as festas eram sempre as melhores. Eu estive fora da realidade por um tempo, mas alguém realmente se deu conta disso? Por mais que eu quisesse permanecer nesse lugar pelo restante da minha vida eu tive que voltar.

Voltei por causa das coisas inacabadas que eu havia deixado, voltei pelos meus amigos, pelos meus amores, voltei pra me certificar que aquele lugar era realmente o melhor lugar pra mim. Realmente eu estava certo. De que me adianta voltar pra realidade se essa realidade que eu vivo não é a MINHA realidade? De que me adianta permanecer em um lugar onde me sinto um impostor? De que me adianta sofre pelos motivos errados? Eu voltei, verifiquei tudo o que precisava, me certifiquei de que tudo ainda estava na mesma, e então resolvi voltar.

Eu estive sonhando com um lugar onde eu encontrava a paz que eu procuro. Eu estive perdido numa terra que não existe, um lugar onde os perdidos eram encontrados, onde os sentimentos não importavam de verdade. Um lugar onde a felicidade era sentida no ar, as festas eram sempre as melhores. Por algum motivo besta que eu nem me lembro agora eu sai desse lugar, me parecia à coisa certa a fazer, mas agora não consigo encontrar o caminho de volta. Agora estou perdido na estrada errada. Estou com frio e fome, estou me sentindo estranho. Eu estive sonhando com um lugar perfeito, uma realidade que só existia pra mim, e não consigo voltar, quero voltar a sonhar a qualquer custo. Quero sentir tudo de verdade e intensamente, quero voltar. Quero sonhar.

Sabe o que eu quero?

Eu quero a paz de uma manhã nublada, quero a sensação gostosa do vento no meu rosto, quero músicas que me deixam feliz, quero ficar relaxado ao lado de pessoas que eu gosto. Quero deitar num gramado e não fazer nada além de olhar para o céu, eu quero a simplicidade de um amor sincero, quero carinho, abraços, beijos, cafunés, quero a verdade em todos os casos. Eu quero ter minha mente limpa, sem nenhuma preocupação, quero me sentir livre, quero amar quem eu quiser sem me preocupar com nada e nem ninguém, quero cantar minha música preferida bem alto sem me importar se estou desafinando ou fora do ritmo. Quero dançar mesmo que não tenha música, quero ficar em companhia das pessoas que eu amo, quero meus amigos comigo, mas quero ficar sozinho também. Quero chorar quando der vontade, e sorrir sem ter nenhum motivo aparente. Quero relembrar as coisas boas que aconteceram comigo, e sentir falta de quem esta longe de mim. Eu quero ser eu mesmo acima de todas as coisas.

Nem sei mais o que eu quero, não sei se estou ficando bem ou apenas fingindo. Acho que o medo é maior do que eu pensei, o medo de ser passado de lado, o medo de ser apenas mais um, medo de não significar nada pra alguém que significa tanto pra mim. É sempre assim quando você esta gostando de alguém? Se for assim acho que nunca gostei de alguém de verdade! É ótimo como me sinto a maior parte do tempo, mas tem esses momentos que eu realmente fico tão confuso, inseguro… Sinto como se eu fosse a qualquer momento me tornar uma lembrança, somente isso.

Eu e eu mesmo

Eu sou o desenho borrado dos meus sonhos imperfeitos. Sou uma fantasia, eu não passo de uma porra de fantasia feita com muito mau gosto. Eu tento não ser isso o tempo todo, daí eu me iludo, finjo que não vejo toda mentira que eu me forço a acreditar. Eu simplesmente fecho os olhos para as coisas que eu não quero ver, como se isso fizesse elas desaparecer. Deixo-me ser enganado por meias verdades, meias verdades que por hora parecem ser tudo o que eu mais preciso, mas será que é isso mesmo? Será que eu devo continuar me enganando com as mentiras que eu mesmo conto? Até que ponto vou agüentar essa merda toda? Até que ponto vou continuar me iludindo comigo mesmo?

Nunca tive problemas em dizer pra alguém “Eu te amo”. Se eu amo eu falo sem ter problema nenhum, falo por que se algo me acontecer a pessoa vai saber que eu realmente me importava com ela. Mas por que diabos agora esta sendo tão difícil dizer essas simples palavras? Acho que talvez elas nunca tiveram o significado que estão tendo agora. Acho que nunca senti o amor dessa maneira e isso me assusta. E se isso não for amor, o que na verdade é o amor?

O que realmente importa é o fato de você estar com alguém não é?! Eu que sempre fui muito de me sentir seguro em relação meus sentimentos, estou me sentindo completamente confuso e perdido. E se por acaso eu disser “Eu te amo” e estragar tudo?! Não estou falando sobre amor de casal somente, é também sobre o amor de uma amizade, até por que pra ser um casal antes disso tem que ter amizade não?! Eu realmente não sei o que fazer, nunca me senti assim, eu sempre fui o cara pra dar conselhos e nunca pensei que ia sair por ai pedindo conselhos sobre isso. Nunca foi tão fácil sentir o amor, mas nunca foi tão difícil dizer “Eu te amo”.

22

22, VINTE E DOIS… Estou me sentindo estranho, sei que continua tudo igual só o número muda. Mas em vários aspectos esse é o aniversário mais diferente que eu tive, isso por que eu sou uma pessoa diferente, mudei muito em um ano. As coisas que eu queria não são as mesmas, mudei meu jeito de pensar e de ser. Sinto falta dos meus 17, fico de cara como tudo passou tão rápido. Estou com medo dos anos que estão por vir. Mas agora não estou mais com medo de ficar sozinho pra sempre.

Nesse ano eu mudei muito em relação ao que eu sinto, aprendi muitas coisas. E sim, é ótimo estar com alguém, mas é horrível quando você esta longe. É bom receber carinho, abraços, beijos, cantar junto, rir junto… Qual a maior lição que eu aprendi durante os meu 21 anos?? Seja você, não tenha medo de se entregar de verdade, não tenha medo de sentir de verdade. Arrisque, se não esta bom, muda. Se esta ruim deixe de lado, se importe mais com você e menos com os outros e assim você vai descobrir que algumas pessoas realmente se importam com você, e então você vai ver que até vale a pena chorar e se preocupar com algumas pessoas. Hoje eu tenho 22 anos, sou um jovem idoso, acabei de dar mais um passo para a morte, mas e daí?? To cagando pra morte.

 

Foi bom de verdade

Sabe quando é bom de verdade? Quando você se entrega. Quando você faz o que você tem vontade e não fica preocupado com os outros, é muito bom quando você só se preocupa em ficar bem e fazer alguém ficar bem. É bom receber carinho algumas vezes, é melhor ainda fazer carinho. É bom você viver de verdade, experimentar tudo o que tem vontade, ser feliz e fazer alguém feliz, nem que seja por alguns segundos, mas no final com certeza vai valer à pena.

O ruim é sempre o que vem depois de tudo isso, o medo de não saber o que fazer, o medo de fazer algo errado e perder tudo o que você já tem ou tudo o que você fez. Medo de gostar de mais, medo de não gostar como deveria… Sou humano até de mais.

 

“Todas as linhas que contornam o meu rosto
Contam a história de quem eu sou
Tantas histórias sobre onde eu estive
E como eu cheguei onde estou
Mas essas histórias não significam nada
Quando você não tem ninguém com quem partilha-las
É verdade… Eu fui feito para você”

Palavras ao vento

É engraçado como tudo pode mudar muito rápido, assim do nada você percebe que esta diferente, você percebe que é alguém diferente. De repente do nada seus sentimentos estão confusos, seus sentidos não estão funcionando direito. Bem assim do nada, sem nenhum tipo de aviso. Que tipo de pessoa eu séria se não admitisse que isso me assusta? Me assusta esse turbilhão de coisas que estão acontecendo, me assusta o fato de eu não estar gostando nenhum pouco do que eu estou sentindo.

É engraçado como você pode sentir raiva de você mesmo por algo que você se quer nem fez, algo que ainda (por mais que você queira) não é concreto. São 1:48 da manhã, eu estou aqui sentado na frente do meu computador, sozinho, escrevendo sobre coisas que ninguém quer saber, coisas que ninguém vai entender, mas então por que eu continuo a escrever? Continuo porque tenho esperanças de quem sabe um dia, enquanto você tiver procurando por imagens legais você encontre esse blog, esse post, e vai perceber que escrevi isso pra você. Bobo da minha parte, mas sei que isso vai fazer você sorrir, e isso já basta pra mim. Quem sabe um dia você vai saber que eu desejei você.

Mas agora tudo ainda continua confuso e estranho, eu ainda continuo com o mesmo sentimento estranho, algo que sou forçado a sentir mesmo não querendo, culpa, medo, dor, amor, medo… Não sei descrever o que estou sentindo, só sei que eu seria uma pessoa diferente sem você, eu estaria em algum lugar diferente sem você. Então não estou disposto a abrir mão de você, não agora.

 

Ahoy

Eu já li isso em vários lugares “Eu também sou feito de deixar levar”. Essa frase nunca foi tão bem usada pra mim como no penúltimo domingo. Eu não sou do tipo baladeiro, não sou de ficar em festas e nem sou muito de sair de casa. Domingo eu tive aula durante o dia então minha intenção era ficar em casa de noite, ver um filme, tirar um cochilo e assistir a entrega do Oscar. Enquanto eu estava vagando pela net meu celular tocou, numero que eu não conheço, já atendi achando que era engano: Alo? Do outro lado: Tiago aqui é o Alan, eu to indo trabalhar num bar lá em Blumenau e a Elis quer que você vai junto pra ela não ficar sozinha… Acho que nem preciso dizer que é praticamente IMPOSSIVEL dizer não pra Elis, então mesmo depois de ter rebatido um pouco fui convencido de ir junto com eles, detalhe eu tinha uns 15min. pra ficar pronto.

Me arrumei super rápido e quando estava no banho ainda liguei pra Elis pra desmarcar,  mas ela não atendeu ao telefone. Então fomos para o Ahoy, no caminho fomos ouvindo The Killers. Chegamos lá muito cedo então havia poucas pessoas no local daí foi bem bom por que deu pra conhecer todo o lugar que é incrível. Depois de uma cerveja (eu acho), quando o lugar já estava bem cheio fomos dançar, por sorte naquele domingo era uma noite que ia ter uns DJs e tudo mais, e foi muito bom. Eu e a Elis dançamos de tudo, desde Lady Gaga, Justin Bieber e Funck, sim, nós dançamos funck. Tinha um aniversário sendo comemorado naquela noite, por que algumas pessoas ganhavam adesivos “Fica vai ter bolo”, mas até agora não sei quem tava de aniversário e nem vi o bolo, só ouvi uma guria dizendo que teve 80% do bolo na cara dela. E as pessoas que estavam lá eram muito massa, uma galera bonita e bem estilosa. Foi muito massa.

No final da noite eu já tava podre, saímos de lá nem era muito tarde, mas como dancei muito e no outro dia eu começava trabalhar as 07h cheguei em casa e fui direto pra cama, nem vi nada do Oscar, só no outro dia, eu acordei mais cedo e vi tudo na net. Não me arrependo de nada, e faria tudo de novo, até dormir no carro enquanto voltávamos pra casa…. Muito obrigado Alan e Elis ❤ vocês.