418839_245803788839065_100002283360046_569184_244044066_n

Me sinto um completo idiota, me sinto um bobo, me sinto até meio triste por ainda acreditar que em algum dia eu vou acordar e tudo vai ser como eu sonho, tudo ainda vai ser do jeito perfeito que eu espero que seja. Ainda espero por algo verdadeiro, ainda espero por aquilo que falta em mim, ainda espero não sentir mais esse vazio. Ainda sonho com um amor tão verdadeiro, intenso e com gestos tão sinceros como no filme “A culpa é das estrelas”. Ainda espero aquela amizade linda, aquele companheirismo do filme “A cura”, espero ainda pelos momentos perfeitos, pelas musicas perfeitas, ainda espero “me sentir infinito” como no livro “As vantagens de ser invisível”. Quero alguém pra me surpreender todos os dias como no filme “Como se fosse a primeira vez”, quero a certeza de que tudo esta como deveria ser, quero me importar menos. Não quero ser aquele cara que todo mundo gosta mas ninguém respeita, não quero ser usado, usado, usado e descartado. Somos ensinados da maneira errada desde pequenos, sabe aquela história bonita que vemos nos filmes, aqueles finais lindos dos contos infantis, os finais felizes dos desenhos animados, tudo mentira. Tudo isso nada mais é do que o anseio de alguém que gostaria que as coisas fossem diferentes da sua realidade, tudo isso não passa do escape de alguém, exatamente como esse texto esta sendo pra mim, um escape. Esta tudo tão estranho e eu me sinto incrivelmente confortável falando sobre isso agora, me sinto mais leve, esta tudo vindo rápido na minha cabeça agora, por um momento é como se tudo estivesse claro, é como se eu soubesse exatamente onde esta o problema e conseguisse resolver tudo, como se eu conseguisse deixar a minha alma limpa. Mas tudo isso passa voando e logo eu volto pra minha realidade incompleta. Posso estar reclamando de barriga cheia, posso estar sendo infantil em escrever tudo isso em um blog, mas de certa forma eu me sinto na obrigação de escrever e postar isso, afinal isso é a internet, esse texto vai ficar aqui por um bom tempo e talvez um dia alguém leia isso e se identifique comigo, alguém vai ler e vai ver que não é a única a se sentir assim. Talvez agora a melhor coisa a fazer é dormir e tentar não pensar nessas coisas. Amanhã eu vou acordar e não vou nem lembrar de como eu estava me sentindo nesse momento, mas vai ficar aqui, esse texto carrega o meu sentimento, carrega um pouco de mim. Talvez amanhã tudo seja diferente, talvez amanhã eu não me sinta mais vazio nem sozinho, talvez amanhã eu encontre aquilo que esta faltando. Peço desculpas pelos erros (acredito que serão muitos, mas me de um desconto pois são 2:36) e pela falta de parágrafos, pelas virgulas e pontos em excesso, mas a medida que tudo vinha eu fui “descarregando”.

tumblr_lkudh4FxJS1qa0x1vo1_500